Professor Manoel Antonio Teixeira filho lança obra sobre a revolução francesa

29 de abril de 2022 / 18:16

O jurista Manoel Antonio Teixeira Filho e o diretor de Prerrogativas e Reivindicações da Associação, juiz Daniel Roberto de Oliveira

A Amatra IX prestigiou ontem (28/4), na sede do TRT-PR, o lançamento da obra “Da Revolução Francesa a Napoleão Bonaparte” (Ed. Arte e Textos), mais recente trabalho do jurista Manoel Antonio Teixeira Filho, ex-presidente da Amatra IX, fundador e primeiro diretor da Ematra-PR.

O evento, que foi realizado pela Escola Judicial do TRT-PR com o apoio com a Amatra IX, contou com a presença do diretor de Prerrogativas e Reivindicações da Associação, Daniel Roberto de Oliveira.

Dividida em três volumes, a obra é fruto de pesquisa que durou cerca de quatro anos. O primeiro volume fala sobre o período pré-revolução, com destaque para a correlação desigual entre as forças políticas do antigo regime (clero e nobreza) e as classes produtivas.

Já o segundo volume é sobre a Revolução em si, que se inicia com a queda da Bastilha (14 de julho de 1789) e se encerra com a ascensão de Napoleão Bonaparte à chefia de Estado da França, por meio do golpe do 18 de Brumário, em 1799.

No terceiro volume, o professor Manoel Teixeira fala sobre o período Napoleônico, desde as primeiras vitórias militares contra as potências intervencionistas, ainda em território francês, passando pelas guerras de conquistas (o exército de Napoleão controlou territórios que vão da Península Ibérica até o Leste Europeu), até as derrotas do Imperador francês, sua prisão pelas tropas inglesas, desterro e morte na remota Ilha de Santa Helena, em 1821.

Advogado, professor de Direito e desembargador aposentado do TRT-PR, o jurista Manoel Antonio Teixeira Filho é membro do Instituto Latinoamericano de Derecho del Trabajo y de la Seguridad Social; da Société Internacionale de Droit du Travail et de la Sécurité Sociale; do Instituto dos Advogados do Paraná; da Academia Nacional de Direito do Trabalho e da Academia Paranaense de Letras Jurídicas e do Instituto dos Advogados de São Paulo.