Recuperar Senha

TRT-PR elege novos dirigentes

08 de outubro de 2019 / 19:25

Nair Maria Lunardelli Ramos, Sérgio Murilo Rodrigues Lemos e Célio Horst Waldraff

Os desembargadores Sérgio Murilo Rodrigues Lemos, Célio Horst Waldraff e Nair Maria Lunardelli Ramos foram eleitos presidente, vice-presidente e corregedora regional, respectivamente, para o biênio dezembro de 2019/dezembro de 2021 do TRT da 9ª Região. A eleição foi realizada ontem (7/10), durante a sessão do Tribunal Pleno, que contou com a presença da presidente da Amatra IX, Camila Gabriela Greber Caldas.

“Parabenizamos os desembargadores eleitos, externando votos de uma profícua gestão à frente do nosso Tribunal, especialmente neste período difícil para a Justiça do Trabalho, sendo fundamental que estejamos juntos e em constante diálogo”, declarou a dirigente associativa ao saudar os associados que irão compor a nova Administração do Regional paranaense.

O desembargador Sérgio Murilo Rodrigues Lemos agradeceu a confiança dos colegas, que lhe outorgaram a responsabilidade de gerir o Tribunal ainda no curso do mandato de corregedor, “um modo de reconhecer o comprometimento que tenho com esta Corte”. O magistrado ressaltou que, na Corregedoria, pôde demonstrar a sua preocupação com o primeiro grau e que, como presidente, assumirá o compromisso de se dedicar plenamente aos assuntos referentes à Corte.

O vice-presidente eleito, desembargador Célio Horst Waldraff, prestou uma homenagem aos colegas desembargadores e suas atuações na Justiça trabalhista “à qual dedicamos a maior parte de nossas vidas. Entregamos justiça material, justiça real, o que sempre incomodou parte da sociedade”.

A futura corregedora, desembargadora Nair Maria Lunardelli Ramos, declarou que sua atuação na Vice-presidência a colocou novamente em contato direto com as partes, reforçando seu amor pela magistratura. A magistrada afirmou que levará essa experiência para a Corregedoria, e buscará unir cada vez mais o Tribunal, “dando sequência ao belo trabalho desenvolvido pelo desembargador Sérgio”.

Na mesma sessão, o Tribunal Pleno elegeu o desembargador Edmilson Antonio de Lima para o cargo de ouvidor regional. A atual presidente do TRT-PR, desembargadora Marlene T. Fuverki Suguimatsu, será a vice-ouvidora.

Também foi eleita a próxima gestão da Escola Judicial. A direção da unidade será exercida pelo desembargador Arnor Lima Neto e a vice-diretoria pelo desembargador Aramis de Souza Silveira. Os desembargadores Arion Mazurkevic e Cássio Colombo Filho – atual diretor da Escola Judicial – foram eleitos conselheiros da unidade.

A posse da nova Administração ocorrerá no dia 6 de dezembro, na sede da Justiça do Trabalho do Paraná, em Curitiba.

Carreiras

Sérgio Murilo Rodrigues Lemos
O presidente eleito e atual corregedor regional do TRT-PR é natural de Londrina (PR). Formou-se em Direito pela Universidade Estadual de Londrina (turma de 1984). Ingressou na magistratura trabalhista como desembargador do trabalho, em vaga destinada à advocacia pelo Quinto Constitucional, em 2001. Presidiu por três anos a Comissão de Estágio e Exame da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Paraná. Por outros seis anos, foi coordenador estadual de referido exame. Lecionou Ciência Política no Departamento de Sociologia do Centro de Estudos Superiores de Londrina. Presidiu a 6ª Turma de Julgamento e atuou no Órgão Especial do Tribunal. Atualmente, é o vice-presidente do Colégio de Presidentes e Corregedores da Justiça do Trabalho (Coleprecor). Na Amatra IX, integrou o Conselho de Representantes (2016/2018) e o Conselho da Ematra-PR (2012/2014 e 2014/2016).

Célio Horst Waldraff
Nascido em União da Vitória, o futuro vice-presidente do TRT-PR graduou-se em Direito pela UFPR em 1985. Juiz do Trabalho desde maio de 1990, foi presidente da então 1ª Junta de Conciliação e Julgamento de Trabalho de Maringá e presidente da então Junta de Conciliação e Julgamento de União da Vitória e Titular da 1ª Vara de Curitiba. Convocado a atuar no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná pela primeira vez em 1998, foi efetivado como desembargador em 2000 após integrar quatro listas consecutivas de merecimento. Presidiu as 3ª e 4ª Turmas e Seção Especializada. Foi diretor da Escola Judicial e presidente da Comissão de Segurança Institucional e do Núcleo de Gerenciamento de Precedentes do TRT-PR. É especialista pela Universidad de Castilla-La Mancha (Espanha). Possui dois mestrados, sendo o primeiro em Teorias Críticas do Direito e da Democracia pela Universidad Internacional de Andalucia (Espanha), e o segundo em Direito das Relações Sociais pela UFPR. É doutor em Direito das Relações Sociais pela UFPR. Tem pós-doutorado pela Universidade de Florença, Itália. Professor da UFPR na cadeira de Processual do Trabalho, leciona a disciplina em inúmeros cursos de pós-graduação no país, incluindo a Ematra-PR. É membro da Academia de Letras do Vale do Iguaçu. É conferencista e autor de dezenas de artigos técnicos e de seis livros, sendo o mais recente “A Nova Lei de Falência e o Direito do Trabalho – Aspectos Práticos”. Na Amatra IX, exerceu os cargos de 1º vice-presidente (1997/1999) e diretor financeiro (1999/2020) e também integrou o Conselho da Ematra-PR.

Nair Maria Lunardelli Ramos
A atual corregedora regional é natural de São Paulo (SP). É formada em Direito pela Faculdade de Direito de Curitiba, atual UNICURITIBA, e pós-graduada pela UniBrasil. Ingressou na magistratura do trabalho no TRT-PR por concurso público de provas e títulos, tendo sido empossada juíza substituta em 1990. Foi promovida a juíza presidente da então JCJ de Campo Mourão, de onde foi removida, a pedido, sucessivamente para as varas do trabalho de Jacarezinho, de União da Vitória, 1ª de Ponta Grossa, de Araucária e 3ª de Curitiba. Em 2001, foi promovida ao cargo de desembargadora do trabalho, presidindo, nos períodos de 2003 a 2005 e 2011 a 2013, a 5ª Turma de Julgamento. Entre 2011 e 2013 integrou o Órgão Especial e foi membro do Conselho Administrativo da Escola Judicial. Antes de ocupar o cargo de corregedora regional, a desembargadora foi ouvidora e presidente da 7ª Turma de Julgamento do Regional.

 (Com informações e fotos da Ascom TRT-PR)