Novo desembargador Eduardo Baracat toma posse no TRT-PR

01 de outubro de 2021 / 19:01

O juiz Eduardo Milléo Baracat tomou posse no cargo de desembargador do TRT-PR. A solenidade foi realizada na sexta-feira (1º/10), no Gabinete da Presidência do Tribunal. Promovido pelo critério de merecimento, ele assume a vaga aberta em decorrência da aposentadoria do desembargador Ney Fernando Olivé Malhadas.

Ao parabenizar o associado, o presidente da Amatra IX, Roberto Dala Barba Filho, fez questão de destacar a singularidade do momento. “Muitos magistrados, em virtude das condições atuais da carreira, começaram e terminarão suas carreiras no primeiro grau. Por esse motivo, a ascensão ao segundo grau, que por si só é uma honraria, tem se tornado algo extraordinário”, frisou.

O dirigente associativo enalteceu o trabalho do novo desembargador dentro e fora da jurisdição. “O professor Eduardo Baracat é um pensador do Direito, um doutrinador que formou gerações que atuam na Justiça do Trabalho, mas ele não se limita à teoria. Ele pensa a prestação jurisdicional, a gestão judiciária, a forma como nós atuamos, como nos organizamos e atendemos a população que é destinatária do nosso serviço. Isso é realmente único e extraordinário”, enfatizou o presidente da Amatra IX ao lembrar o pioneirismo do magistrado com as audiências gravadas.

O novo desembargador do TRT-PR, que soma quase 30 anos de experiência na carreira, afirmou que a atividade acadêmica complementa o trabalho jurisdicional. “Não me vejo juiz, não me vejo magistrado e, hoje, não me vejo desembargador sem a academia, sem o local da pesquisa, o local da descoberta”, disse. “Porque não é possível, na minha forma de ver, compreender o direito de uma forma dicotômica: jurisdição de um lado e academia do outro”, completou Eduardo Baracat.

A cerimônia foi conduzida pelo presidente do TRT-PR, desembargador Sergio Murilo Rodrigues Lemos, que também enumerou as qualidades do colega: “O Eduardo é um homem íntegro, uma pessoa reta, absolutamente confiável, generoso e apaixonante do ponto de vista das posições que defende”, disse o presidente. “Que a gente possa continuar convivendo com você por muitos anos”, finalizou.