Recuperar Senha

Documentário “A Juíza” estreia no Brasil

23 de maio de 2019 / 14:00

 

O documentário que retrata a vida e a carreira de Ruth Bader Ginsburg, juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (23/5), com exibições nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

Indicado ao Oscar de Melhor Documentário e Melhor Canção Original, o longa também será disponibilizado gratuitamente na plataforma Videocamp, no dia 27 de maio: https://www.videocamp.com/pt/playlists/believe-films

As sessões serão gratuitas nos quatro primeiros dias de lançamento nos cinemas:

SÃO PAULO

Itaú Cinemas – Augusta
Horários: 14h / 18h

Itaú Cinemas – Frei Caneca
Horários: 16h / 20h

Itaú Cinemas – Pompeia
Horários: 17h30 / 21h30

RIO DE JANEIRO
Itaú Cinemas – Botafogo
Horários: 19h30 / 21h30

BRASÍLIA
Itaú Cinemas – Casa Park
Horários: 19h30 / 21h30

BELO HORIZONTE
Belas Artes Cine
Horário: 19h30

 

A Juíza | Trailer legendas PT from Flow on Vimeo.

Lançamento no STF

No dia 8 de maio, a presidente da Amatra IX, Camila Gabriela Greber Caldas, dirigentes da Anamatra, AMB e de associações regionais de magistrados participaram de sessão especial de lançamento do documentário “A Juíza”, na sede do Supremo Tribunal Federal (STF),.

Na ocasião, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, afirmou que a exibição do longa integra a estratégia de mobilização do Judiciário brasileiro em torno dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), em especial o que trata sobre a equidade de gênero. Ao citar dados sobre a participação feminina no Judiciário nacional, ele destacou a importância de incluir a discussão de gênero na agenda do STF.

“O documentário é extraordinário, assim como a vida da juíza Ruth Bader Ginsburgs, que construiu sua carreira lutando pela igualdade de gênero. É um filme inspirador, tanto para mulheres quanto homens, e deveria passar a ser obrigatório nos cursos de formação de magistrados, justamente para nos lembrar da importância de debater o tema, especialmente no momento em que vivemos”, avalia a presidente da Amatra IX, Camila Caldas.

Dirigido por Betsy West e Julie Cohen, o longa foi lançado no Festival de Sundance, em 2018.