Associado da Amatra IX faz campanha para arrecadar alimentos para pessoas em situação de rua

05 de maio de 2021 / 20:41

A solidariedade cada vez mais é fundamental no enfrentamento da crise econômica em meio à pandemia do coronavírus. Em Curitiba, o desembargador Carlos Henrique de Oliveira Mendonça, do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, após mais de um ano fazendo e doando sopas e sanduiches, iniciou uma campanha para receber em sua casa, alimentos não perecíveis e oferecer refeições a moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Desde o início da pandemia, eu e minha esposa estamos cozinhando sopas orgânicas e nutritivas para as pessoas em situação de rua. Com a chegada do verão, passamos a fazer sanduíches. Todavia, percebemos claramente um aumento enorme de pessoas necessitadas e não apenas nas ruas”, conta Carlos Henrique Mendonça.

“Quando fazemos sopas, entregamos prontas a algumas ONGs, responsáveis pela logística de transporte e distribuição. As ONGs possuem o mapeamento das pessoas e famílias mais necessitadas e levam direto na casa dessas pessoas. Já os sanduíches nós distribuímos pelas ruas do centro da cidade à noite”, explica o associado.

Segundo o magistrado, trata-se de um trabalho absolutamente voluntário. “Decidimos agora fazer de nossa casa um ponto de arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene e limpeza, com o intuito de ajudar mais pessoas neste momento tão difícil e imprevisível”, afirma.

“Descobrimos recentemente a ONG MNPR (Movimento Nacional da População em situação de Rua). É um local onde os próprios moradores de rua fazem comida para outros moradores de rua. Eles conseguiram um galpão, com uma cozinha improvisada e, diariamente, preparam 350 marmitas que são distribuídas à noite nas praças Rui Barbosa e Tiradentes”, relata.

A ONG necessita constantemente de doações para garantir o preparo dos pratos. “Quando tem, eles fazem a comida. Quando não tem suficiente, ficam sem comer. Diante disso, tivemos a ideia de falar com os amigos e transformar a nossa casa em um ponto de arrecadação”, diz Carlos Henrique Mendonça.

Quem quiser ajudar e participar da mobilização pode conversar diretamente com o associado para combinar a entrega dos donativos: carlosmendonca@trt9.jus.br