Recuperar Senha

Anamatra promove 1º Encontro das Lideranças Associativas das Magistradas da Justiça do Trabalho

12 de dezembro de 2018 / 17:41

A presidente da Amatra IX, Camila Gabriela Greber Caldas, participou do 1º Encontro das Lideranças Associativas das Magistradas da Justiça do Trabalho. O evento foi organizado pela Anamatra e ocorreu na quinta-feira passada (6/12), na sede da entidade em Brasília.

Ao longo da programação, presidentes e diretoras das Amatras regionais debateram temáticas da Magistratura voltadas às políticas de igualdade de gênero, em especial a participação da mulher no movimento associativo. A presidente Camila Caldas coordenou os trabalhos de painel que tratou do tema “Cultura, linguagem e práticas judiciárias – o ´neutro´ é masculino”.

Para o próximo encontro serão definidas estratégias de pesquisa, mapeamento e atuação da comissão Anamatra Mulheres.

Palestra de abertura

A professora Janaína Penalva, que integra a Coordenação do Centro de Estudos em Desigualdade e Discriminação da Unb, ministrou a palestra de abertura do evento, abordando o tema “Poder Judiciário e Políticas de Inclusão e Gênero: silêncios, omissões e expectativas”.

Penalva ressaltou que há um pensamento de segregação que não inclui a estruturação das mulheres socializadas para outros papéis e outras preferências. “A antagonista da meritocracia é a incapacidade, sendo que o ‘fracasso’ é culpa da pessoa, nos únicos âmbitos que interessam ao liberalismo, redutor da vida ao sucesso no trabalho e na família. Essa identificação entre sucesso e pessoa desvaloriza a mulher que está dentro do espaço doméstico, que não é visto como trabalho e não tem valor”, criticou.

Para a professora, a participação da mulher deve ser incentivada na política e nas esferas de representação para debater esses problemas e tensionar concepções naturalizadas do que é o “ser feminino”. “Não adianta apenas remunerar porque ocorrerá a atribuição a outras mulheres, que continuarão fazendo trabalho considerando ‘doméstico’, como em creches públicas e locais de cuidado de idosos. Falta, e muito, alcançar a lógica do compartilhamento, disse.

(Com informações e fotos da Anamatra)