Amatra IX lamenta falecimento do desembargador Victório Ledra, primeiro presidente da entidade

01 de maio de 2020 / 19:09

NOTA DE PESAR

A Associação dos Magistrados do Trabalho do Paraná (AMATRA IX) vem a público externar profundo pesar pelo falecimento do desembargador aposentado Victório Ledra, um dos fundadores e primeiro presidente da entidade, e pai da associada Fátima Teresinha Loro Ledra Machado.

Victório Ledra nasceu no dia 1° de julho de 1934, em Pouso Redondo, que na época integrava o município de Rio do Sul. É filho de Daniel Ledra e Carolina Ferrari, sendo neto do imigrante italiano Luigi Filippo Leder (Luiz Ledra) e de Maria Cecchet.

Realizou os estudos iniciais na Escola Mista Municipal desdobrada da Valada Taboão, no município de Rio do Sul, estudando depois no Seminário São Francisco Xavier de Rio do Oeste e no Seminário São José, em Erechim, no Rio Grande do Sul.

Graduou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre e posteriormente cursou a Licenciatura Plena em Letras. No Rio Grande do Sul, desempenhou diversas atividades relacionadas à área da educação.

Trabalhou como assistente de direção, professor de português, literatura brasileira, latim e francês, em escolas públicas e nos cursos preparatórios de vestibular. Em universidades, lecionou Direito Internacional Privado e Direito Social.

Na área do Direito, além de atuar como advogado, desempenhou as funções de Juiz do Trabalho Substituto nas Varas do Trabalho de Cachoeira do Sul, Santa Maria e Santa Cruz do Sul e eventualmente nas unidades judiciárias de Pelotas e Uruguaiana.

Foi o primeiro juiz presidente da então Junta de Conciliação e Julgamento de Brusque. Enquanto Juiz do Trabalho titular, atuou ainda em Curitiba e Guarapuava. Participou da fundação da AMATRA IX, sendo o primeiro presidente da entidade, de 1977 a 1978.

Victório Ledra desempenhou, por mais de dez anos, atividades como desembargador do TRT de Santa Catarina, ocupando os cargos de vice-presidente e presidência do Regional Catarinense.

A AMATRA IX se solidariza nesse momento de infortúnio com a família e amigos do ilustre desembargador, e transmite seus mais sinceros sentimentos pela perda irreparável.